Explosão de carro-bomba mata comandante iraquiano

Jassim Mohammed Hilal, comandante das Forças Especiais da cidade de Mossul, no norte do Iraque, foi morto nesta sexta-feira juntamente com dois de seus guarda-costas, na explosão de um carro-bomba, informaram fontes da segurança. O atentado, possivelmente suicida, aconteceu na manhã (horário local) desta sexta, quando ogeneral Jassim Mohammed Hilal viajava de carro por uma estrada do oeste da cidade, cerca de 400 quilômetros ao norte de Bagdá. Violentos confrontos foram travados na manhã desta sexta na região de Mossul entre as forças de segurança e grupos insurgentes. Não háinformações sobre vítimas. O general Wazeq al-Hamdani, comandante da polícia de Mossul,disse que o toque de recolher foi imposto a partir das 10 horas (no Iraque) e vai durar sete horas, "para evitar que os combates se estendam a outrasáreas", segundo a imprensa local. Várias testemunhas disseram ter ouvido durante amadrugada diversas explosões, possivelmente causadas pelo disparo de foguetes, nos bairros al-Nour, al-Maymuya e al-Qadisiya, todos nooeste da cidade. Mossul, considerada a terceira cidade mais importante do país, depois de Bagdá e Basra, tem sido cenário de freqüentes atentados dainsurgência contra forças de segurança iraquianas e tropas americanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.