Explosão de carro-bomba mata pelo menos 4 na Síria

Um militante suicida detonou um carro-bomba perto de um complexo de segurança do governo sírio neste domingo, provocando a morte de pelo menos quatro pessoas, informou a mídia estatal. O ataque ocorreu em Qamishli, no nordeste da Síria, a mais de 700 quilômetros de Damasco. Segundo grupos de oposição, oito agentes do serviço secreto sírio morreram e dezenas ficaram feridos, mas não foi possível checar os números divergentes junto a fontes independentes.

EQUIPE AE, Agência Estado

30 de setembro de 2012 | 19h13

Qamishli é uma cidade de maioria étnica curda. Amplamente marginalizados, os mais de 2 milhões de curdos da Síria vêm se mantendo relativamente distantes da revolta iniciada há um ano e meio na Síria, mas episódios como o de hoje podem sinalizar um envolvimento maior da etnia no conflito. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaviolênciacarro-bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.