REUTERS/Wissm al-Okili
REUTERS/Wissm al-Okili

Explosão de carro-bomba reivindicada pelo EI deixa ao menos 6 mortos em Bagdá

Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas, segundo informações de fontes médicas e da polícia iraquiana; atentado sinaliza escalada da violência na capital iraquiana após reinício das operações para recuperar Mossul

O Estado de S. Paulo

05 Janeiro 2017 | 08h35

BAGDÁ - A explosão de um carro-bomba no leste da capital do Iraque, Bagdá, matou ao menos seis civis e deixou outros 15 feridos nesta quinta-feira, 5, em um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico (EI), disseram médicos e a polícia.

A Amaq, veículo de propaganda do grupo extremista, disse que um carro estacionado carregado com explosivos foi detonado na área de Al-Obeidi, tendo como alvo muçulmanos xiitas, que o grupo sunita ultrarradical considera infiéis.

A região da explosão desta quinta próxima ao distrito de Cidade de Sadr, onde ataques na semana passada, alguns deles reivindicados pelo Estado Islâmico, mataram mais de 60 pessoas, em um sinal de escalada da violência na capital iraquiana à medida que forças iraquianas apoiadas pelos Estados Unidos tentam expulsar os militantes da cidade de Mossul, ao norte.

O Estado Islâmico perdeu a maior parte do território que havia conquistado no norte e no oeste do Iraque em 2014, e ceder Mossul representaria provavelmente o fim de seu autodeclarado califado. No entanto, os insurgentes continuam capazes de realizar ataques no Iraque. / REUTERS e EFE

Mais conteúdo sobre:
IraqueEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.