Explosão de mina deixa 7 mortos e 26 feridos no Sri Lanka

Pelo menos sete civis morreram neste sábado e outros 26 ficaram feridos devido à explosão de uma mina na passagem de um ônibus de passageiros no norte do Sri Lanka, informou o Ministério da Defesa cingalês.O incidente aconteceu perto de localidade de Vavuniya, quando o ônibus que fazia a rota entre esta cidade e o povoado de Mannar, no noroeste, foi atingido pela explosão da mina, em um ataque que o Ministério da Defesa atribuiu à guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE).Cinco civis morreram no local, enquanto outros dois morreram pouco após ser internados no hospital de Vavuniya, informou o ministério.Este é o terceiro ataque contra civis atribuído à guerrilha neste mês, depois que em 2 de abril outros 16 civis morreram e 25 ficaram feridos em um atentado com bomba também contra um ônibus no distrito oriental de Ampara.Um dia antes, seis trabalhadores de etnia cingalesa morreram no distrito de Eravur, em um tiroteio que o Governo atribuiu ao LTTE.No Sri Lanka, houve nos últimos meses vários ataques contra ônibus de passageiros. O mais grave deles ocorreu em junho de 2006, quando 64 pessoas morreram e 84 ficaram feridas em um atentado com uma mina, semelhante a este.O Governo acredita que os LTTE pretendem com seus ataques a civis pressionar o Governo diante das "contínuas derrotas sofridas frente às forças de segurança", afirmou a Defesa em comunicado.O Sri Lanka vive há mais de duas décadas uma guerra entre o Governo e os LTTE, que luta por um Estado independente no norte e leste da ilha, onde a etnia tâmil é majoritária.O conflito custou a vida de quase 65.000 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.