Explosão de mina no Sri Lanka mata 8 turistas

Oito turistas cingaleses morreram hoje quando visitavam um parque nacional no norte do país e seu carro detonou uma mina terrestre, informaram fontes policiais.A explosão aconteceu no Parque Nacional de Wilpattu, no norte da ilha. O parque, próximo ao território sob controle da guerrilha cingalesa, esteve fechado durante 14 anos devido à guerra civil. Ele reabriu suas portas em 2002, após o acordo de cessar-fogo entre o Governo e os rebeldes.A guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) ameaça acabar com o acordo de cessar-fogo se a União Européia decidir declarar ilegal sua organização. A decisão será tomada amanhã, em Bruxelas.O chefe político da guerrilha, S.P. Thamilchelvan, declarou ao site "Tamilnet" que a guerrilha "será obrigada a reconsiderar a relevância do acordo de cessar-fogo no processo de paz se a União Européia proibir o LTTE".Para Thamilchelvan, o apoio internacional ao processo de paz é um fator decisivo para a contínua tolerância dos rebeldes diante das provocações das Forças Armadas cingalesas e dos grupos paramilitares que elas apóiam."Esperamos que as nações européias tomem um papel ativo e imparcial no apoio das atividades dos mediadores para contribuir com sucesso no processo de paz", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.