Explosão de mina terrestre mata cinco pessoas no Camboja

A causa mais provável é que as fortes chuvas abrandaram o solo argiloso e desenterraram a mina

EFE

07 de setembro de 2008 | 05h28

Pelo menos cinco pessoas morreram e três ficaram feridas no Camboja quando um caminhão passou acima de uma mina em uma região antes dominada pela guerrilha maoísta do Khmer Vermelho. O fato ocorreu na sexta-feira na região de Anlong Veng, fronteiriça com a Tailândia, onde a bomba explodiu durante a passagem do veículo, que levava mulheres e crianças, segundo o chefe da Polícia provincial, Menn Ly. Ly explicou que a causa mais provável do acidente foram as fortes chuvas, que abrandaram o solo argiloso e desenterraram a mina. Esta região foi um bastião do Khmer Vermelho até que o líder da organização maoísta, Pol Pot, morreu na selva cambojana em 1998, quando o grupo se achava à beira da dissolução. A guerra civil no Camboja começou a princípios dos anos 70 e se prolongou até esse ano, quando se renderam os últimos combatentes do Khmer Vermelho, o regime comunista que aterrorizou o país durante quatro anos entre 1975 e 1979.

Tudo o que sabemos sobre:
Camboja

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.