Mohammad Ismail/ Reuters
Mohammad Ismail/ Reuters

Explosão deixa 63 mortos em festa de casamento no Afeganistão

Autoridades afegãs afirmaram que pelo pelo menos 63 pessoas morreram e 182 ficaram feridas

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2019 | 02h24

CABUL - Uma explosão deixou pelo menos 63 mortos e 182 feridos em uma festa de casamento na região oeste de  Cabul, capital do Afeganistão, no sábado, 17. O porta-voz do Ministério do Interior, Nasrat Rahmi, informou que o autor do ataque teria disparado explosivos entre os convidados e que há mulheres e crianças entre as vítimas.

Sobrevivente do ataque, Ahmad Omid, que é da família do noivo, afirmou que cerca de 1.200 pessoas haviam sido convidadas para o casamento. "Eu estava com o noivo em outro quarto e quando saí não consegui encontrar ninguém", disse ele.

Mohamad Farhag, também presente na cerimônia, contou que estava na área do salão reservada para mulheres quando ouviu uma explosão na zona masculina. "Todo mundo saiu gritando e chorando", relatou.

O porta-voz da Presidência,  Sediq Seddiqi, afirmou que está "devastado pela notícia de um ataque suicida dentro de um salão de festas em Cabul. Um crime hediondo contra o nosso povo".

O ataque ocorre no momento em que Estados Unidos parece próximo de fechar um acordo de paz no Afeganistão e encerrar o conflito que se estende desde 2001. A negociação prevê que o governo americano reduza suas tropas do país. Em troca, os insurgentes devem respeitas o cessar-fogo e negociar um acordo de paz com o governo de Cabul, dentre outros pontos em discussão.

Porta-vozes do Talibã condenaram o ataque e negaram qualquer envolvimento. Já seção local do Estado Islâmico ainda não se manifestou sobre o caso. /AFP e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.