Explosão deixa 8 mortos na cidade argentina de Rosario

Mais de 60 pessoas ficaram feridas no acidente, provocado por vazamento de gás

MARINA GUIMARÃES, CORRESPONDENTE, Agência Estado

06 de agosto de 2013 | 14h52

  Bombeiros tentam apagar fogo provocado por acidente em Rosário. Foto: Reuters/Divulgação

Uma explosão causada por vazamento de gás deixou ao menos 8 mortos e 63 feridos em Rosario, 300 km ao norte de Buenos Aires. Segundo autoridades, ainda há desaparecidos e a expectativa é que a cifra de mortos aumente. A tragédia ocorreu em uma região comercial da cidade e bombeiros continuam a efetuar buscas para resgatar feridos. A estrutura de outros edifícios foi abalada.

As autoridades ainda não determinaram se a explosão foi provocada por um vazamento de gás ou por uma falha no sistema da caldeira. A parte da frente do edifício ficou praticamente destruída. "Há perigo de desmoronamento", disse o diretor da Guarda Urbana Rosario, Gustavo Franco. As autoridades estão evacuando toda a área adjacente a cinco quadras por risco de desmoronamento.

A companhia Litoral Gas interrompeu o fornecimento do combustível para toda a área afetada, mas ainda não havia conseguido cortar o gás no edifício em chamas há mais de três horas, segundo explicou o porta-voz da empresa, José María González. Os vizinhos afirmaram que antes da explosão havia forte cheiro de gás.

Imagens veiculadas pelas emissoras de TV da Argentina mostram uma vasta área de escombros e restos de vidros quebrados em várias quadras. A onda de choque da explosão afetou 20 quadras, segundo testemunhas entrevistadas. Há ferros retorcidos, paredes derrubadas, fumaça e muitos destroços.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgentinaexplosãoRosarioprédio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.