Explosão deixa três mortos nos Estados Unidos

Uma explosão deixou hoje pelo menos três mortos e 37 feridos numa fábrica de suprimentos médicos em Kinston, no Estado norte-americano da Carolina do Norte. Relatórios preliminares das autoridades locais informaram que o número de mortos era de oito, mas apenas três corpos foram encontrados até o momento.A explosão, seguida de um incêndio de grandes proporções, ocorreu no momento em que cerca de 200 pessoas estavam no interior da fábrica, a West Pharmaceutical Services. A causa da explosão não foi imediatamente determinada.Segundo a emissora de televisão local WRAL-TV, horas depois da explosão ainda havia pessoas presas nas ruínas em chamas. Testemunhas informaram que o som da explosão foi ouvido num raio de aproximadamente 3 quilômetros da fábrica.Estilhaços em chamas incendiaram também parte de uma floresta localizada na vizinhança do complexo industrial. Por precaução, 600 alunos foram retirados de uma escola próxima do local daexplosão.Lee Edwards, que mora perto da fábrica, afirmou que pedaços de duas grandes caixas d´água que abasteciam a fábrica foram lançada ao ar no momento da explosão. "Tudo o que eu podia vereram grandes colunas de fumaça negra, que escureceram o céu",acrescentou.Versões segundo as quais a explosão tinha sido causada pelo choque de um avião contra o edifício foram prontamente desmentidas pelas autoridades locais e federais. A fábrica, que produz seringas plásticas e tubos intravenosos, fica a poucascentenas de metros do pequeno aeroporto local.Membros do Corpo de Bombeiros de Kinston e de condados vizinhos, além de voluntários para trabalhos de emergência e soldados da Guarda Nacional, foram enviados ao local paracombater o incêndio e resgatar vítimas.Em outubro do ano passado, a empresa foi notificada pela divisão de segurança de trabalho da Carolina do Norte de 15 violações de segurança. Entre as irregularidades estavam extintores em lugares de difícil acesso e manipulação de equipamentos sem proteção adequada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.