Explosão diante da casa de governador da oposição na Venezuela

Uma bomba explodiu em frente à residência de um governador oposicionista no fim da noite de quarta-feira, na mais recente de uma série de explosões em meio aos esforços da oposição venezuelana para organizar um referendo sobre o governo do presidente Hugo Chávez. O governador de Miranda, Enrique Mendoza, não estava em casa no momento da explosão, informaram a Rádio União e a TV Globovisión. Pesquisas recentes indicam que Mendoza seria o principal candidato numa eventual disputa presidencial com Chávez.Ninguém ficou ferido na explosão ocorrida por volta das 22h locais de ontem (23h00 em Brasília) na cidade de Los Teques, a apenas 25 km a sudeste de Caracas, disse José Plasencia, comandante do Corpo de Bombeiros do Estado de Miranda, do qual Los Teques é a capital.O ataque danificou a fachada de diversas lojas situadas nos arredores, relatou Plasencia. "Ninguém ficou ferido porque ninguém passava pelo local no momento da explosão. Se houvesse gente por ali, teríamos uma situação bastante problemática", analisou o comandante do Corpo de Bombeiros em entrevista à Rádio União. Autoridades locais disseram à mesma rádio que um artefato explosivo foi jogado contra um Dodge Coronet estacionado nas proximidades. O carro, pertencente a um morador do bairro, explodiu. A polícia ainda não definiu os possíveis suspeitos.Autoridades municipais disseram ter encontrado panfletos no local da explosão. Os papéis traziam inscrições como "a revolução não pode ser negociada, precisa ser aprofundada", numa aparente referência ao movimento nacionalista de reformas comandado por Chávez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.