REUTERS
REUTERS

Explosão em aeroporto na Turquia mata uma funcionária

Zehra Yamaç, de 30 anos, trabalhava na limpeza e não resistiu aos ferimentos causados pela detonação de origem desconhecida; polícia reforçou segurança e investiga o acontecido

O Estado de S. Paulo

23 de dezembro de 2015 | 12h15

ANCARA - Uma funcionária da limpeza morreu na madrugada desta quarta-feira, 23, após uma explosão de origem desconhecida no aeroporto Sabiha Gokçen de Istambul, informou o jornal Hurriyet.

A explosão, cuja origem ainda é desconhecida, aconteceu dentro de um avião vazio estacionado na pista do aeroporto, situado na parte asiática da cidade, confirmou a companhia Pegasus, proprietária da aeronave, que sofreu os maiores danos.

Também foram atingidos outros aviões, um deles situado em um portão de embarque a 350 metros, e outro a 180 metros de distância, causando danos na fuselagem e nas janelas, de acordo com a publicação.

A explosão aconteceu às 2h05 (horário local, 22h05 de terça-feira em Brasília) e causou ferimentos graves na funcionária Zehra Yamaç, de 30 anos, que morreu horas depois no hospital, e na mão de outra mulher, Canan Burgulu, que está fora de risco.

"Duas funcionárias de limpeza sofreram ferimentos durante a explosão em um avião da Pegasus. Não havia passageiros no portão de embarque ou em nosso avião", detalhou a companhia aérea em comunicado.

Depois da explosão, a polícia reforçou as medidas de segurança nos arredores do aeroporto com a inspeção de veículos e submetendo os viajantes a controles adicionais.

As forças de segurança abriram uma investigação para determinar o ocorrido e não se descarta a possibilidade de que a explosão tenha sido causada por um projétil lançado de fora do aeroporto, afirmou o Hurriyet. Algumas testemunhas citadas pelo jornal indicam que ouviram três explosões.

A direção do aeroporto informou em comunicado que os aviões puderam decolar e aterrissar sem problemas e que tudo funciona com normalidade.

Sabiha Gökçen é o menor dos dois aeroportos de Istambul, dedicado principalmente a voos domésticos, embora também seja utilizado por algumas companhias aéreas internacionais, e tem pouca atividade durante a madrugada. / EFE, REUTERS e AFP

Tudo o que sabemos sobre:
IstambulTurquiaAeroporto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.