Explosão em Atenas mata um e deixa garota em estado crítico

Nenhum grupo assumiu autoria de explosão ocorrida perto de prédio público.

BBC Brasil, BBC

28 de março de 2010 | 19h54

A explosão de uma bomba na capital grega, Atenas, matou pelo menos um homem e feriu uma garota de dez anos de idade e sua mãe.

Relatos afirmam que a menina foi hospitalizada em estado crítico e que ela e a mãe seriam de origem afegã.

A explosão ocorreu às 22h50 (horário local, 16h50 de Brasília) em frente a um prédio do governo. A polícia anti-terrorismo grega cercou a área.

Correspondentes dizem que explosões de bombas não são raras na Grécia, mas dificilmente alguém fica ferido já que os autores dos ataques costumam avisar a polícia com antecedência e os locais são evacuados.

Autoridades gregas dizem investigar se o homem morreu quando ele mesmo carregava os explosivos ou se era apenas um inocente transeunte.

A Grécia vem sendo atingida por uma série de bombas desde que o governo anunciou planos de austeridade econômica.

Mas o correspondente da BBC em Atenas Malcolm Brabant diz que esta foi a primeira vez desde então que alguém morreu em um ataque e que a polícia deve ter pressa em descobrir a identidade do morto para investigar possíveis cúmplices.

Na semana um grupo radical assumiu a autoria por três bombas colocadas em um partido de ultra-direita, um centro para imigrantes e a casa de um líder da comunidade paqiustanesa.

O grupo afirmou que as bombas, que foram desarmadas antes de ferir alguém, afirmou querer chamar atenção para a questão do racismo na Grécia.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
gréciaatenasbomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.