EFE/EPA/KOEN VAN WEEL
EFE/EPA/KOEN VAN WEEL

Explosão em centro de testes de covid-19 parece intencional, diz a polícia da Holanda

O incidente ocorre pouco antes das eleições nacionais de 17 de março, amplamente visto como um referendo sobre a forma como o governo está lidando com a pandemia

Eva Plevier, REUTERS

03 de março de 2021 | 09h35

BOVENKARSPEL, Holanda - Um explosivo foi detonado em um centro de testes de covid-19 ao norte de Amsterdã antes do amanhecer desta quarta-feira, 3. Apesar das janelas quebradas pela força da detonação, ninguém ficou ferido no que a polícia chamou de "ataque intencional".

Uma equipe anti-bomba estava no local na cidade de Bovenkarspel, 55km ao norte da capital, para examinar o dispositivo, disse a polícia da província da Holanda do Norte.

Os restos de metal do explosivo, com cerca de 10cm por 10cm, foram encontrados na frente do prédio e "devem ter sido colocados" lá, disse o porta-voz da polícia Menno Hartenberg à agência de notícias Reuters.

"Algo assim não acontece apenas por acidente, tem que ser colocado", disse o porta-voz.

Um segurança do centro de testes alertou a polícia sobre uma "explosão" que quebrou várias janelas, disse um comunicado da polícia.

O incidente ocorre pouco antes das eleições nacionais de 17 de março, amplamente visto como um referendo sobre a forma como o governo está lidando com a pandemia.

A raiva contra as autoridades de saúde aumentou desde o início de 2021, com o chefe do Instituto Nacional de Saúde do país precisando de escolta policial.

Outro local de teste foi incendiado durante vários dias de tumultos em janeiro, provocados pela introdução de um toque de recolher noturno. Segurança extra foi fornecida a alguns locais devido a ameaças e vandalismo.

"Por mais de um ano temos apoiado essas pessoas na linha de frente e agora isso. Insano", disse o ministro da Saúde, Hugo de Jonge, no Twitter.

A região ao redor de Bovenkarspel, uma cidade rural, está sofrendo atualmente um dos piores surtos de covid-19 da Holanda, com 181 casos por 100.000 habitantes, em comparação com os cerca de 27 por 100.000 da média nacional. Pelo menos um hospital foi forçado a enviar pacientes para outras províncias devido à falta de espaço em suas unidades de terapia intensiva.

Quarta-feira é o primeiro dia em vários meses em que as medidas de bloqueio na Holanda foram ligeiramente atenuadas, com cabeleireiros reabrindo e lojas não essenciais aceitando um pequeno número de clientes com hora marcada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.