REUTERS/Sertac Kayar
REUTERS/Sertac Kayar

Explosão em cidade de maioria curda na Turquia deixa 4 mortos e 10 feridos

Incidente aconteceu horas depois que um carro-bomba explodiu em um quartel militar na capital turca, matando oito soldados durante uma operação contra a guerrilha PKK

O Estado de S. Paulo

13 Maio 2016 | 08h40

DIYARBAKIR, TURQUIA - Uma forte explosão causou a morte de quatro pessoas "que fabricavam bombas" e deixou pelo menos 10 feridos nos arredores de Diyarbakir, grande cidade do sudeste de maioria curda da Turquia, anunciou o Ministério do Interior na quinta-feira.

A explosão aconteceu em Sarikamis, "enquanto militantes do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) carregavam explosivos em um caminhão roubado", explicou o Ministério. "A carga explodiu prematuramente", completou, acrescentando que os feridos são civis.

O impacto da explosão foi sentido em vários bairros de Diyarbakir, segundo um jornalista da agência de notícias France-Presse que estava no local.

O incidente aconteceu algumas horas depois que um carro-bomba explodiu em um quartel militar em Istambul, matando oito soldados - seis em combate e dois na queda de um helicóptero - durante uma operação contra o PKK, informou o Estado-Maior do Exército turco.

O enfrentamento ocorreu na cidade de Çukurca, perto da fronteira com o Iraque, na província de Hakkari. Nenhum grupo assumiu a autoria do atentado até o momento.

Na Turquia, o sudeste de maioria curda convive diariamente com combates entre forças de segurança turcas e rebeldes curdas, desde a retomada das hostilidades em julho, período em que aproximadamente 380 militares e policiais morreram.

O Exército turco garante ter abatido desde o fim do cessar-fogo cerca de 4,5 mil guerrilheiros na Turquia e no norte do Iraque, número não verificado por outras fontes. /AFP e EFE

Mais conteúdo sobre:
Turquiaexplosãocurdos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.