Explosão em delegacia apoiada pelos EUA no Iraque

Um carro-bomba explodiu em uma garagem de um complexo da polícia de Rasafa, em Bagdá, em mais um golpe aos esforços norte-americanos de tentarem normalizar o país ocupado. A explosão, que feriu pelo menos 15 pessoas, danificou o escritório do chefe de polícia de Bagdá, Hassan Ali, indicado pelas forças norte-americanas, mas ele não estava no local no momento do atentado. O brigadeiro policial Saeed Muneim afirmou que Ali era, provavelmente, o alvo do ataque. O carro-bomba estava estacionado dentro da garagem do complexo, que fica perto do escritório de Ali.Vários carros pegaram fogo e as janelas do prédio foram destruídas com o impacto da explosão, que ocorreu em um momento que os iraquianos formavam um grande cortejo para acompanhar o caixão que levava uma mão do aiatolá Mohamed Baqr al-Hakim, morto em um atentado, sexta-feira, em Najaf, cidade sagrada ao sul de Bagdá. Explosões também atingiram a sede da ONU e a embaixada da Jordânia, em Bagdá.

Agencia Estado,

02 de setembro de 2003 | 07h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.