Explosão em fábrica de fogos de artifício mata 18 na Índia

Entre as vítimas fatais há dez crianças e 18 pessoas ficaram feridas; fábrica operava em área residencial

Efe,

23 de outubro de 2008 | 05h59

Pelo menos 18 pessoas, entre elas dez crianças, morreram e outras 18 ficaram feridas na explosão em uma fábrica ilegal de fogos de artifício no oeste da Índia, informou nesta quinta-feira, 23, a Polícia. A explosão derrubou cerca de cinco casas na localidade de Deegh, na região ocidental do Rajastão, segundo fontes policiais citadas pela agência indiana PTI. Os feridos foram transferidos ao hospital da localidade, segundo o superintendente da Polícia local, Rohit Mahajan, que assegurou que uma operação de resgate está em andamento. A fábrica ilegal operava em uma área residencial, e por isso várias casas foram atingidas pela explosão e acabaram se incendiando. A polícia teme que haja mais pessoas soterradas entre os escombros das casas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.