Explosão em fábrica deixa 30 feridos na Louisiana

Ambulâncias e helicópteros retiraram pelo menos 30 pessoas de uma indústria química em chamas, após uma explosão no local nesta quinta-feira. Testes preliminares não indicaram níveis perigosos de substâncias químicas nas proximidades da fábrica, localizada em Geismar, mas os moradores da região receberam instruções para ficar dentro de casa e fechar as janelas, disse Jean Kelly, porta-voz do Departamento de Qualidade Ambiental do Estado.

Agência Estado

13 de junho de 2013 | 15h50

Ela informou que helicópteros levaram três ou quatro pessoas nesta quinta-feira da fábrica, de propriedade da The Williams Companies Inc. e que ambulâncias socorreram outras 30. Ela não tinha outros detalhes sobre os ferimentos apresentados pelas vítimas.

A empresa informou, em comunicado divulgado em seu site, que o fluxo de substâncias químicas que alimentava o fogo foi cortado.

O capitão Doug Cain, do Departamento de Polícia do Estado da Louisiana, disse que a explosão aconteceu por volta das 8h30 (horário local). A fábrica produz etileno e propileno, gases altamente inflamáveis que estão na base da indústria petroquímica.

Uma espessa camada de fumaça negra subiu da área da fábrica e as chamas eram vistas facilmente a quilômetros de distância. A polícia local fechou a estrada que dá acesso à instalação.

"No momento, estamos concentrados na segurança e bem-estar de nossos funcionários, empreiteiros e da comunidade local", declarou Tom Drodge, porta-voz da Williams Companies, em comunicado. As causas da explosão ainda são desconhecidas, declarou Lance Brock, voluntário do Centro de Operações de Emergência de Ascension Parish. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
EUALouisianaexplosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.