Explosão em frente à casa de ex-ministro tailandês deixa oito feridos

Atentado ocorreu após premiê do país advertir que iria dispersar manifestantes da capital

25 de abril de 2010 | 22h43

Efe

 

Protesto dos camisas vermelhas bloqueia estrada que leva a Bangcoc

 

BANGCOC-  Oito pessoas ficaram feridas neste domingo, 25, depois da explosão de uma granada em frente à casa do ex-primeiro-ministro tailandês Banharn Silapa-Archa, em um novo ataque relacionado com a crise reaberta pelos manifestantes contrários ao governo que ocupam o coração comercial de Bangcoc, informou a polícia local.

 

Veja também:

linkPremiê da Tailândia adverte que vai dispersar manifestantes

 

O ataque foi cometido na noite deste domingo, poucas horas depois que o chefe do governo, Abhisit Vejjajiva, anunciou em discurso televisionado que as autoridades se preparam para retirar os "camisas vermelhas" do acampamento que montaram em pleno centro da capital.

 

O comandante da Polícia, Samart Salungyoo, informou que a granada, cujos estilhaços atingiram oito pessoas que se encontravam em frente à casa, foi jogada por um homem que, segundo fontes, fugiu depois em uma motocicleta.

 

Silpa-Archa, primeiro-ministro de julho de 1995 a novembro de 1996, é agora o principal assessor do Partido Chat Pattana (Nacional para o Desenvolvimento), um dos que integram a Coalizão de Governo liderada por Vejjajiva,líder do Partido Democrata.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.