Explosão em Gaza fere 5 soldados israelenses

Militantes palestinos cavaram um túnelsob uma base militar de Israel na Faixa de Gaza e explodiram no local uma potente bomba, que provocou o colapso doteto de ferro de uma edificação de concreto. Pelo menos cincosoldados israelenses ficaram feridos, um deles com gravidade,segundo porta-vozes militares. Logo depois do ataque, dois palestinos foram mortos emconfrontos com soldados de Israel ao sul do posto militar, pertode Khan Yunis. Não ficou claro se houve mortos entre os israelenses. Acensura do Exército de Israel não informa sobre mortes nempermite que a imprensa do país o faça enquanto os parentes nãoforem notificados. A TV árabe Al-Jazira mencionou a morte de cinco soldadosenquanto o Canal 1 da TV de Israel citou apenas uma. Altosfuncionários do setor de segurança indicaram à The AssociatedPress que o número da Al-Jazira era "muito alto". Num vídeo em que reivindicou a autoria do ataque, o grupoBrigadas dos Mártires de Al-Aqsa afirmou ter cavado um túnel de350 metros e usado 1.500 quilos de explosivos. Mas, emtelefonema prévio à The Associated Press, as brigadasmencionaram 150kg - quantidade mais provável. "Esta é umamensagem para Sharon. Nossos combatentes vão continuar a luta sagrada até que osexpulsemos de nossa terra", disse um porta-voz das Brigadas. O grupo Hamas também assumiu a responsabilidade. Ambosdisseram ter sido uma vingança contra as incursões recentes deIsrael nos territórios ocupados para matar militantes palestinos, incluindo os sete mortos no sábado em Nablus, na Cisjordânia. Um dos mortos sábado era o líder das Brigadas na Cisjordânia,Nayef Abu Sharkh, de 45 anos, que Israel responsabilizava poratentados que mataram dezenas de israelenses. O Exército se retirou de Nablus no sábado, depois de quatrodias de operação em que revistou dezenas de casas, prendeu ematou vários palestinos. O Hamas também destacou estar vingando o assassinato de seuslíderes Abdel-Aziz Rantissi e xeque Ahmed Yassin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.