Explosão em mesquita deixa 17 feridos no Afeganistão

Uma bomba explodiu hoje no interior de uma mesquita, no leste do Afeganistão, ferindo um candidato das próximas eleições parlamentares e pelo menos outras 16 pessoas. O candidato, Mawlvi Saydullah, estava fazendo um discurso dentro da mesquita do distrito de Mando Zayi, quando a explosão ocorreu, quebrando janelas.

AE-AP, Agência Estado

23 de julho de 2010 | 14h03

O guarda-costas do candidato e pelo menos outros 15 civis também ficaram feridos, disse Mubariz Zadran, porta-voz do governo provincial. "Ele era o alvo", disse Zadran, referindo-se a Saydullah. O Afeganistão vai realizar eleições parlamentares nacionais em setembro, apesar dos temores de que o aumento dos ataques de militantes do Taleban e suas lutas contra as forças internacionais possam prejudicar a segurança do pleito.

Militares e funcionários do governo disseram hoje que vários integrantes do Taleban, dentre eles um ex-porta-voz dos insurgentes, foram capturados em ataques realizados por forças afegãs e da coalizão internacional em todo o país.

Abdul Hay Motmaen, porta-voz do Taleban quando o grupo governava o Afeganistão, estão entre os detidos em operações realizadas na noite de quinta-feira em duas vilas do distrito de Andar e na província oriental de Ghazni, disse o chefe distrital Shir Khan Yosoufzai.

As forças internacionais no Afeganistão disseram que capturaram mais de 100 integrantes do Taleban desde abril, em ataques cujo alvo são os principais líderes do grupo. Mas o sucesso dessas operações não conseguiu reduzir os ataques insurgentes.

Tudo o que sabemos sobre:
explosãoAfeganistãomesquitaferidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.