Explosão em mesquita sunita mata pelo menos 25 pessoas no Iraque

Violência sectária matou 3 mil pessoas nos últimos 4 meses no país

O Estado de S. Paulo,

19 de julho de 2013 | 14h01

BAGDÁ - Pelo menos 25 pessoas morreram e mais de 80 ficaram feridas pela explosão de uma bomba em uma mesquita próxima da cidade de Baquba, a 65 quilômetros de Bagdá, informou à Agência Efe uma fonte de segurança iraquiana.

A explosão aconteceu na mesquita sunita Abu Bakr al Sediq, na cidade de Al Wayihiya, a 25 quilômetros de Baquba. O ataque ocorreu no momento em que dezenas de fiéis rezavam a oração muçulmana da sexta-feira.

A fonte disse que o número de mortos ainda pode aumentar e que 27 feridos estão em estado grave. As forças de segurança cercaram a área para evitar novos atentados. Al-Wayihiya e outras regiões ao nordeste de Baquba são cenário há vários dias de ataques armados e atentados perpetrados por milícias xiitas, que causaram dezenas de vítimas e o deslocamento de civis.

Os ataques terroristas e a violência sectária no Iraque aumentaram durante o mês sagrado do Ramadã. Ontem, pelo menos 17 pessoas morreram, entre elas seis membros das forças de segurança e três crianças, em uma série de atos de violência no país. Na sexta-feira passada, pelo menos dez pessoas morreram e outras vinte ficaram feridas pela explosão de uma bomba em uma mesquita xiita ao norte da capital iraquiana.

O representante da ONU no Iraque, Martin Kobler, disse que os últimos quatro meses foram os mais sangrentos dos últimos cinco anos no país, com um saldo de 3.000 mortos e 7.000 feridos. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.