Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Explosão em mina de carvão mata 78 pessoas na Rússia

Uma explosão de gás metano em uma mina de carvão na Sibéria provocou a morte de pelo menos 78 mineiros nesta segunda-feira, informou Valery Korchagin, porta-voz do Ministério de Situações Emergenciais da Rússia. Mais de 40 mineiros estão soterrados, cerca de dez horas depois da explosão. O trabalho de resgate é prejudicado pela fumaça e pelos desabamentos nas galerias horizontais que se estendem por até cinco quilômetros sob a terra. O presidente Vladimir Putin enviou seu ministro das Emergências à mina de Ulyanovskaya para supervisionar os trabalhos. "A principal tarefa agora é encontrar o máximo de gente possível", disse o governador da região de Kemerovo, Aman Tuleyev, a uma TV. Pelo menos cinco mineiros ficaram feridos na explosão ocorrida na tarde desta segunda-feira (pelo horário local) na mina Ulyanovskaya, na região siberiana de Kemerovo, cerca de 3.000 quilômetros ao leste de Moscou, disse Alina Avyazova, outra porta-voz do Ministério de Situações Emergenciais.No momento da explosão, 186 operários estavam nas galerias da mina Ulianovskaya, indicou a porta-voz do ministério Irina Andrianova, citada pela agência de notícias Interfax. Aproximadamente 75 já foram resgatados, segundo a CNN.Doze equipes de socorristas conduzem os trabalhos de resgate dos mineradores que ainda se encontram nas galerias cobertas por uma densa fumaça.Segundo versões preliminares, a explosão, ocorrida em uma das galerias da mina pouco antes do fim do primeiro turno de trabalho, não chegou a provocar um incêndio e só originou um escapamento de pó de carvão em uma das passagens subterrâneas.A mina Ulianovskaya, localizada na tradicional bacia de carvão de Kuzbass, começou a ser explorada em outubro de 2002 e é considerada uma das mais modernas do consórcio Yuzhkuzbassugol.A bacia de carvão de Kuzbass é a principal fornecedora da Rússia, com várias dezenas de jazidas em operação.Acidentes são comuns na indústria carbonífera russa. Em 2004, uma explosão nos arredores de Novokuznetsk matou 47 pessoas. Na mesma cidade, em 1997, 67 pessoas morreram em outra explosão de gás metano.Texto atualizado às 19:09

Agencia Estado,

19 de março de 2007 | 09h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.