Explosão em mina de carvão mata pelo menos 35 na China

Autoridades afirmam que 44 pessoas continuam desaparecidas na província de Henan.

BBC Brasil, BBC

08 de setembro de 2009 | 00h57

Uma explosão em uma mina de carvão na província chinesa de Henan, no centro do país, deixou pelo menos 35 mortos nesta terça-feira.

Autoridades chinesas afirmam que 14 homens que trabalhavam na mina conseguiram escapar, mas 44 pessoas continuam desaparecidas.

Segundo a Administração Estatal de Segurança no Trabalho, o acidente ocorreu na cidade de Pingdingshan.

Em entrevista à agência de notícias oficial Xinhua, um porta-voz do Partido Comunista afirmou que o local do acidente estava em obras e ainda não havia sido liberado para trabalho.

Perigo

As minas chinesas são as mais perigosas do mundo - milhares de trabalhadores morrem todos os anos em acidentes no setor de mineração.

Dados oficiais indicam que 3,2 mil trabalhadores morreram em minas em 2008, mas grupos independentes sugerem que o total pode ser ainda maior, já que a maioria dos acidentes são "escondidos" para evitar o custo alto do fechamento das minas.

A maioria dos acidentes ocorre por falhas na segurança, inclusive falta de ventilação adequada ou equipamento de combate ao fogo.

No sábado, o diretor do Administração Estatal de Segurança no Trabalho, Luo Lin, afirmou que o governo fechou cerca de mil minas de pequeno porte somente neste ano, numa tentativa de melhorar a administração e segurança dos locais de trabalho.

A mídia oficial do país afirma que mais de 12 mil minas de pequeno porte foram fechadas desde 2005. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
chinaminaacidenteexplosãomorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.