Explosão em ônibus mata 52 peregrinos na Jordânia

Um ônibus que trazia peregrinos muçulmanos de volta de Meca desviou-se do leito da estrada e tombou sobre dois caminhões parados no sul da Jordânia, nesta sexta-feira, matando 52 pessoas. O acidente ocorreu esta manhã na rodovia que conduz ao porto de Aqaba, no sul do país, informou um porta-voz da defesa civil. Uma testemunha, o caminhoneiro Ibrahim Ali, disse ter visto o ônibus sair da estrada, tombar contra a cerca de um estacionamento de caminhões batendo em outros veículos parados e explodir em chamas.Todas as 52 pessoas que estavam no ônibus morreram, disse o porta-voz da defesa civil, acrescentando que aparentemente a causa do acidente foi um problema de freio numa curva na descida da zona montanhosa em torno de Aqaba. Acredita-se que muitos dos passageiros eram egípcios que voltavam de uma peregrinação a Meca, na Arábia Saudita, e que pretendiam tomar o ferry boat em Aqaba rumo a seu país, atravessando o Mar Vermelho. Os caminhoneiros jordanianos chamam essa rodovia entre Amã, a capital, e Aqaba de "estrada da morte".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.