Explosão em Tel Aviv mata 2. E não é atentado palestino

Duas pessoas morreram e 12 ficaram feridas em uma explosão em uma casa de câmbio em Tel Aviv nesta quinta-feira. Segundo a polícia, pode ter sido um ataque de mafiosos. A explosão deixou alarmados os israelenses, já tensos por uma série de advertências sobre a possibilidade de mais atentados terroristas palestinos. A explosão aconteceu quando um suspeito de ser chefe de grupo criminoso, Zeev Rosenstein, entrou na casa de câmbio, segundo várias testemunhas. O advogado de Rosenstein confirmou que seu cliente estava no local e que ficou ferido. Rosenstein havia sido interrogado recentemente pela polícia por causa de denúncias de que teria ordenado o assassinato de vários inimigos. Os policiais chegaram à conclusão de que as denúncias eram infundadas e o libertaram. Segundo a Rádio Israel, este foi o sexto atentado contra Rosenstein nos últimos anos. As portas do estabelecimento foram arrancadas pela força da explosão. Janelas do outro lado da avenida também foram atingidasAlgumas das pessoas que passavam pelo local disseram sentirem-se aliviadas ao saber que era possivelmente apenas uma ação criminosa normal e não um atentado terrorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.