Explosão em trem mata pelo menos sete no Sri Lanka

Mais de 60 pessoas ficaram feridas em atentado; militares culpam Tigres Tâmeis por incidente em estação

Agência Estado e Associated Press,

26 de maio de 2008 | 11h51

Pelo menos sete pessoas morreram na explosão de uma bomba atribuída ao Exército de Libertação dos Tigres do Tâmeis nas proximidades de uma estação ferroviária de Colombo, a capital do Sri Lanka. Pelo menos 62 pessoas ficaram feridas no atentado, ocorrido perto da estação de Dehiwala, durante a hora do rush. O general de brigada Udaya Nanayakkara, porta-voz das forças militares do país, afirmou que o grupo era responsável pelo ataque. O porta-voz do grupo ainda não havia comentado o fato. Os rebeldes geralmente negam a autoria desse tipo de atentado. Imagens na televisão mostravam pedaços da parte superior da composição destruídos e janelas estilhaçadas. O serviço ferroviário na região ficou interrompido. Os Tigres Tâmeis, acusados por vários atentados suicidas e de outros ataques a civis, são considerados como terroristas pelos Estados Unidos, pela União Européia (UE) e Índia. No mês passado, uma explosão atribuída à organização em um terminal de ônibus matou 26 pessoas. Os rebeldes lutam desde 1983 para criar um território independente para os tâmeis. Essa minoria étnica tem sido marginalizada por sucessivos governos controlados pela maioria cingalesa. Mais de 70 mil pessoas já morreram no conflito.  Também nesta segunda-feira, um comunicado das forças militares do Sri Lanka informou que helicópteros bombardearam uma posição do grupo no norte do Sri Lanka. O ataque ocorreu na vila de Andankulam, no distrito norte de Mannar. Não foi informado se houve vítimas. No domingo, um confronto entre rebeldes e militares matou 21 insurgentes e um soldado, segundo informações oficiais. Geralmente os dois lados exageram o número de mortos do oponente e minimizam suas baixas - não há informações independentes sobre o conflito, que ocorre em regiões de difícil acesso e nas quais a entrada da imprensa e de observadores internacionais é proibida.

Tudo o que sabemos sobre:
Sri Lankaatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.