Explosão em universidade síria pode ter matado 15

Observatório Sírio pelos Direitos Humanos disse que não está claro se ataque em Alepo foi dentro da instituição

AE, Agência Estado

15 de janeiro de 2013 | 11h30

BEIRUTE, LÍBANO - A televisão estatal síria informou que houve uma explosão na principal universidade da cidade de Alepo, norte do país, nesta terça-feira, 15. A emissora não forneceu detalhes sobre o que aconteceu, nem informou o número de vítimas, mas um grupo ativista afirmou que 15 pessoas foram mortas.

Alepo é a maior cidade da Síria e antigo centro comercial, mas tem sido uma frente importante na guerra civil do país desde julho, com batalhas frequentes entre tropas e rebeldes que lutam para derrubar o presidente Bashar Assad.

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, grupo sediado em Londres, disse que não está claro se a explosão aconteceu dentro ou fora da universidade e se foi resultante de uma explosão ou ataque com bombas.

As informações são da Associated Press e da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.