Explosão mata 12 em fábrica de plástico na China

Uma explosão, causada supostamente por vazamento de gás, destruiu hoje uma fábrica de plásticos no leste da China, matando pelo menos 12 pessoas e ferindo seriamente mais de duas dezenas.

AE-AP, Agência Estado

28 de julho de 2010 | 12h33

Uma investigação inicial mostrou que a explosão ocorreu depois que funcionários quebraram, acidentalmente, um cano de gás propileno que passava por baixo da fábrica, no centro de Nanjing, capital da província de Jiangsu, informou a emissora CCTV.

Gás tóxico e inflamável teria vazado para o interior da fábrica. A CCTV não forneceu o número exato de feridos. Um comunicado emitido mais cedo pelo governo da cidade dizia que 28 pessoas estavam hospitalizadas com ferimentos graves, além de cinco mortos. Sete desses feridos teriam morrido por causa dos ferimentos, embora o governo não tenha divulgado dados atualizados.

Muitas pessoas receberam atendimento para ferimentos na cabeça, fraturas e queimaduras, informou a agência de notícias Xinhua, citando o presidente do hospital Nanjing Gulou, Ding Yitao.

Segundo a Xinhua, prédios e veículos, num raio de 100 metros da explosão, ficaram danificados, e os passageiros de um ônibus que estava nas proximidades também se feriram. A agência citou moradores locais dizendo que sentiram a explosão como um terremoto. Um dos mortos era um homem que vivia numa casa próxima, cujo teto caiu.

Tudo o que sabemos sobre:
explosãoChinafábrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.