Explosão mata 14 pessoas que fabricavam bombas na Índia

Uma explosão matou 14 pessoas e causou o colapso de uma casa onde eram produzidas bombas, na vila de Dakhal Batino, no Estado indiano de Bengala Ocidental, no leste do país, informaram autoridades. A polícia investiga se a explosão, ocorrida ontem, estaria relacionada a um grupo rebelde ilegal que é ativo na área.De acordo com o superintendente da polícia distrital de Dakhal Batino, Ajit Shehawat, um número ainda desconhecido de pessoas trabalhavam na fabricação de bombas quando ocorreu uma explosão, matando instantaneamente duas mulheres e quatro homens. Outras oito pessoas morreram mais tarde, em hospitais.Segundo Shehawat, a polícia suspeita que os indivíduos que fabricavam as bombas tenham ligações com os rebeldes do Grupo de Guerra Popular, que atua em Bengala Ocidental desde 1981, e que teria assassinado cerca de 6.000 pessoas até agora.Também ontem, uma explosão em uma fábrica de fogos de artifício matou 10 pessoas e feriu outras seis em Chomu, no subúrbio de Jaipur, a capital do Estado do Rajastão. As vítimas estavam se preparando para o festival hindu de Diwali, em 4 de novembro, quando é comum a queima de fogos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.