Explosão mata alto funcionário da Chechênia

Uma explosão em um estúdio de televisão de Avturí, a cerca de 30 quilômetros ao sudeste de Grozni, na capital de Chechênia, causou a morte de um alto funcionário da administração pró-russa da Chechênia, Adam Deniyev. Os colaboradores da administração russa são considerados traidores pelos rebeldes. Deniyev era suplente do chefe da administração chechênia pró-russa, Ajmad Kadyrov. No momento da explosão, ele gravava uma entrevista no estúdio, de acordo com um porta-voz russo. Um operador de televisão ficou ferido na explosão. Até agora nenhum grupo assumiu a autoria do atentado. Rebeldes chechenos, que combateram os russos e seus aliados chechenos durante 18 meses, tem atacado com freqüência funcionários locais, que são acusados de traição. Deniyev trabalhou como representante especial de Kadyrov no Oriente Médio e na África, de acordo com a agência noticiosa Itar-Tass.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.