Explosão mata dois soldados americanos no Afeganistão

A explosão de uma bomba matou hoje dois soldados norte-americanos no sul afegão, elevando para 34 total de baixas dos Estados Unidos em julho. Esse tem sido o mês com maior número de mortes de soldados das forças dos EUA e da Otan nos oito anos da guerra no Afeganistão. Pelo menos 18 soldados britânicos também morreram. O comando das forças da Otan não divulgou a que destacamento os militares pertenciam ou onde o ataque ocorreu.

AE-AP, Agencia Estado

22 de julho de 2009 | 16h28

A província de Helmand, no sul do país, é o local onde ocorre a maior operação de fuzileiros navais desde a invasão de 2001 para depor o regime do Taleban. Cerca de 4 mil fuzileiros navais participam da operação. Eles encontraram pouca resistência dos combatentes do Taleban, mas têm de lidar com dezenas de bombas escondidas à margem das estradas da região.

Os Estados Unidos têm cerca de 60 mil soldados no Afeganistão, um número recorde. O presidente Barack Obama aumentou o foco no Afeganistão enquanto as forças norte-americanas são retiradas do Iraque.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueEUAexplosãosoldados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.