Explosão mata nove perto de sede de partido curdo

Pelo menos nove pessoas morreram nesta terça-feira e outras 41 ficaram feridas na explosão de um caminhão-bomba em frente à sede do partido do presidente iraquiano, o curdo Jalal Talabani, em Mossul, cerca de 400 quilômetros ao norte de Bagdá. O xeque Mohi Mazduri, porta-voz do partido da União Patriótica do Curdistão (UPK), de Talabani, disse à Efe que um suicida detonou o veículo carregado com explosivos perto da sede do grupo curdo nobairro Al Taemin, no oeste de Mossul. A explosão aconteceu às 10h50 (3h50 de Brasília), segundo Mazduri, que disse que entre as vítimas há vários membros da milícia curda peshmerga. Na sexta-feira passada várias sedes da UPK e do Partido Democrático do Curdistão (KDP), do presidente da região autônoma do Curdistão (norte), Masoud Barzani, foram atacadas em Bagdá. Fontes policiais atribuíram esses ataques a comandos armados do xiita Partido Al Fadila, que participa da coalizão governante no Iraque. Na terça-feira passada, o jornal iraquiano "Al Ittihad", órgão da UPK, publicou um artigo no qual acusava o xeque Mohammed al Yacuby, o líder espiritual do Al Fadila, de tentar atiçar a discórdia entrexiitas e curdos em Kirkuk, outra cidade do norte do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.