Explosão mata oito pessoas em padaria na Índia

Uma poderosa explosão atingiu neste sábado uma padaria lotada na cidade indiana de Pune matando pelo menos oito pessoas e deixando outras 32 feridas. A explosão ocorreu próximo a um centro de meditação hindu frequentando por estrangeiros, informaram as autoridades locais.

(AE-AP), Agencia Estado

13 de fevereiro de 2010 | 16h38

A autoridade máxima do Estado de Maharashtra, Ashok Chavan, disse que a polícia está investigando se o acidente ocorreu por causa da explosão acidental de um botijão de gás de cozinha ou se foi uma bomba. Mas a agência de notícias Press Trust of India (PTI) disse que o secretário de governo, G.K. Pillai, afirmou que o mais provável é que a explosão tenha sido um ataque terrorista. A polícia indiana informou que as investigações iniciais indicam que explosão foi de uma bomba. "Ainda não está confirmado", disse Rajender Sonawania, policial responsável pela região.

A explosão ocorreu dentro de uma padaria alemã perto de Osho Asharan, um centro de meditação de um famoso guru indiano muito frequentando por estrangeiros. As televisões indianas informaram que o acidente atingiu alguns estrangeiros. Sonawania disse que "ainda não temos certeza disso, mas a política está tentando identificar a nacionalidade das vítimas".

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaexplosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.