Explosão mata pelo menos 16 e fere 70 no Paquistão

Carro-bomba teria sido usado para atingir área populosa perto de mesquita.

Da BBC Brasil, BBC

05 de dezembro de 2008 | 14h54

Pelo menos 16 pessoas morreram e 70 ficaram feridas nesta sexta-feira em uma explosão na cidade de Peshawar, no noroeste do Paquistão, segundo informações da polícia.A imprensa local informou que a explosão danificou vários prédios e ocorreu em uma área populosa, perto de uma mesquita xiita e de um mercado.Ainda não se sabe o motivo do ataque desta sexta-feira. Uma autoridade local informou que vítimas estão presas debaixo dos escombros.Segundo o correspondente da BBC em Islamabad Charles Haviland, o ataque parece ter sido feito com um carro-bomba. Um delegado de polícia afirmou que a bomba pesava entre 20 kg e 25 kg.O hospital local, para onde muitos dos feridos foram levados, declarou situação de emergência e pediu doações de sangue para atender os feridos.As ruas que dão acesso ao local da explosão estariam congestionadas, o que dificultou a chegada das equipes de resgate, disse a imprensa local.De acordo com Haviland, a imprensa também afirma que uma escola de missionários fica na área da explosão e que mulheres e crianças estariam entre os mortos.Região tribalAntes seis pessoas já tinham sido mortas no que poderia ser um ataque sectário na região tribal de Orakzai.O noroeste do Paquistão tem sido atingido por vários ataques sectários envolvendo muçulmanos xiitas e sunitas.Os xiitas correspondem a menos de 20% da população do país e milhares de militantes das duas comunidades e da maioria sunita foram mortos em ataques e represálias nos últimos dez anos.Os ataques desta sexta-feira ocorreram enquanto o Exército paquistanês realiza operações no noroeste do país contra militantes da Al-Qaeda e do Talebã.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
paquistaopeshawarexplosaoafeganistao

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.