Explosão mata protestante norte-irlandês em base britânica

Um pedreiro protestante morreu hoje em uma base do Exército britânico na Irlanda do Norte depois de recolher uma lancheira na qual havia uma bomba. Embora ninguém tenha assumido imediatamente a autoria do atentado, a polícia acredita que o explosivo tenha sido colocada por dissidentes do Exército Republicano Irlandês (IRA). Várias autoridades, inclusive líderes do braço político do IRA, o Sinn Fein, condenaram a morte de David Caldwell, de 51 anos, que trabalhava na base militar, localizada ao leste de Londonderry, a segunda maior cidade da Irlanda do Norte. Segundo testemunhas, Caldwell recolheu a lancheira, que explodiu no hora, causando-lhe ferimentos no peito, nos braços e no rosto. Ele morreu a caminho do hospital. Caso seja confirmado, este seria o primeiro atentado perpetrado pelos dissidentes do IRA desde que um carro-bomba explodiu em Omagh, matando 29 pessoas em agosto de 1998.

Agencia Estado,

01 Agosto 2002 | 14h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.