Explosão mata três e intoxica 16 em fábrica de Pequim

Vítimas foram intoxicadas por hidrogênio sulfurado, embora acidente possa ter sido causado por outro gás

Efe,

04 de março de 2008 | 02h14

Uma repentina explosão em uma fábrica de resíduos de Gaobeidian, no sudoeste de Pequim, causou a morte de três pessoas e intoxicou pelo menos outras 16, informou nesta terça-feira, 4, a agência de notícias Xinhua. No total, 23 trabalhadores foram levados para o hospital Chaoyang de Pequim após a explosão, mas dois deles, gravemente feridos, morreram antes de chegar ao centro hospitalar e o terceiro quando recebia tratamento de urgência. Uma quarta vítima está em estado grave no Hospital Geral de Aviação Civil. Em Chaoyang 15 operários permanecem hospitalizados depois que na segunda-feira outros cinco tiveram alta após fazerem exames médicos. A equipe médica informou que a maioria das vítimas foi intoxicada por hidrogênio sulfurado, embora a explosão poderia ter produzido outros gases tóxicos como o metano. A explosão foi causada por uma bomba subterrânea que estava conectada a quatro tanques de resíduos, segundo a investigação aberta para esclarecer as causas do acidente. A China é um dos países com maior número de acidentes trabalhistas, que deixam cerca de 10.000 vítimas fatais a cada ano.

Tudo o que sabemos sobre:
explosãoacidenteChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.