Explosão na Caxemira deixa 34 feridos

Dias antes do encontro entre líderes da Índia e do Paquistão, depois que os dois países quase entraram em guerra no ano passado, uma bomba de controle remoto foi detonada hoje supostamente por rebeldes islâmicos enquanto veículos militares atravessavam uma importante estrada na Caxemira (parte indiana), ferindo 33 soldados indianos e uma mulher. A explosão ocorreu na simbólica estrada de Srinagar-Uri, que liga a Caxemira indiana à paquistanesa.Em outras partes do Estado, um policial, um soldado e três milicianos foram mortos em dois enfrentamentos distintos, informaram oficiais.Problemas em relação à Caxemira continuam sendo o principal ponto de desentendimento entre os dois países, Índia e Paquistão. Desde 1989, grupos rebeldes têm enfrentado soldados indianos pela independência da região ou sua junção ao território paquistanês. Mais de 65 mil pessoas já morreram nesses enfrentamentos.O governo indiano alega que os militares paquistaneses apóiam os milicianos com dinheiro, armas e treinamento. Islamabad insiste em que os rebeldes agem por conta própria e que seu fluxo pela fronteira do país não pode ser totalmente controlado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.