Azaz Media Office/via AP
Azaz Media Office/via AP

Explosão na fronteira entre Síria e Turquia mata ao menos 5

Área estratégica costuma ser rota para abastecimento e chegada de combatentes e ativistas à Síria

O Estado de S.Paulo

03 Maio 2017 | 05h44

BEIRUTE – Uma grande explosão atingiu uma cidade do norte da Síria dominada pelos rebeldes, próxima à fronteira do país com a Turquia, nesta quarta-feira, 3. Ao menos cinco pessoas morreram e várias ficaram feridas, conforme relato do Observatório para os Direitos Humanos na Síria, que tem sede no Reino Unido.

Os ativistas afirmam que um carro-bomba explodiu na cidade de Azaz, próximo à sede do governo interino da Síria, que representa a oposição nas áreas sob controle dos rebeldes. O observatório e a central de imprensa de Azaz, controlada também por ativistas, confirmaram o saldo de mortes e ressaltaram que o número pode subir.

O ataque ocorre pouco depois de o governo e a oposição suspenderem negociações para um cessar-fogo, que eram conduzidas pela Rússia no Casaquistão, país aliado do presidente sírio Bashar Assad.

Os Estados Unidos estão enviando um oficial do Departamento de Estado para participar da negociação. O presidente norte-americano Donald Trump e o líder da Rússia, Vladimir Putin, indicaram avanços na cooperação sobre o conflito na Síria em conversa por telefone, nesta terça-feira, 2. A Casa Branca informou que os dois discutiram a possibilidade de construir áreas de segurança no país, onde a guerra civil já passa de seis anos.

A TV síria afirmou que as negociações no Casaquistão começaram em um encontro entre delegações da Rússia e do Irã, outro aliado de Assad. A cidade de Azaz, atingida pelo atentado nesta quarta, está em posição estratégica na rota de abastecimento, e é uma porta de entrada para combatentes e ativistas. A cidade vem se tornando palco de vários atentados, alguns de autoria reivindicada pelo grupo Estado Islâmico. Uma explosão em janeiro matou ao menos 50 pessoas na região.

Um vídeo que registrou o combate às chamas provocadas pela explosão desta quarta-feira, publicado na internet pelo centro de imprensa de Azaz, mostra carros queimados e bombeiros tentando combater o fogo. Tiros são ouvidos enquanto moradores são atendidos por ambulâncias.

A agência de notícias Dogan, da Turquia, informou que alguns dos feridos foram levados a um hospital da cidade turca de Kilis. / AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.