Explosão não impedirá continuação do trabalho, diz Annan

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, afirmou que a explosão na sede da organização em Bagdá não impedirá a continuação dos trabalhos no Iraque. "Nós continuaremos trabalhando no Iraque, não seremos afastados", disse Annan, em uma breve entrevista coletiva no aeroporto de Estocolmo. Annan disse que vai se encontrar com o Conselho de Segurança da ONU no final do dia de hoje para discutir medidas de segurança para os funcionários da organização no Iraque. A ONU pediu para que os seus funcionários em Bagdá não comparecessem ao trabalho hoje. "Nós estamos reavaliando nossos procedimentos de segurança no Iraque, onde estamos há 12 anos e nunca tinhamos sido atacados", afirmou o secretário-geral. Annan lamentou as mortos na explosão e fez comentários específicos sobre o embaixador Sérgio Vieira de Mello. "Ele era o melhor e o mais brilhante", disse. Annan afirmou que a ONU continuará seus trabalhos no Iraque para que as mortes na explosão não tenham sido em vão.Forças de coalizão não garantiram segurançaKofi Annan fez críticas indiretas aos EUA por terem subestimado as dificuldades na pacificação e reconstrução do Iraque. "Nós esperávamos que as forças da coalizão já tivessem garantido o ambiente para nós realizarmos a reconstrução econômica e das instituições do país", comentou Annan. "Mas isso ainda não aconteceu", completou. "Alguns erros podem ter sido cometidos, mas nada disso é desculpa ou justificativa para esse tipo de violência sem sentido que estamos vendo hoje no Iraque. A maioria dos iraquianos quer retomar seu ritmo de vida", refletiu Annan.O secretário-geral destacou que a reconstrução de países após conflitos é sempre um processo difícil, mas ressaltou que a situação no Iraque é particularmente difícil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.