Explosão no centro de Bogotá mata policial

Um policial morreu e pelo menos outros dez ficaram feridos quando um desconhecido lançou uma granada contra o veículo que os levava ao centro da capital colombiana. "Os policiais foram vítimas de um ataque dos guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc)", disse o diretor da polícia metropolitana de Bogotá. Três civis também foram feridos no episódio, disse um porta-voz policial, além de dez auxiliares de polícia (estudantes em serviço militar obrigatório). As autoridades capturaram o homem que supostamente lançou a granada, disse Castro, em declarações à cadeia de rádio Caracol. Nos últimos dias, as autoridades realizaram intensas operações em Bogotá, Medellín e Cali, as três principais cidades colombianas, na tentativa de neutralizar os grupos armados ilegais. Em meio a esta operação, membros do exército e da polícia penetraram em um bairro de Medellín onde prenderam dezenas de pessoas, supostamente guerrilheiros. Também encontraram várias vítimas de seqüestro. Na manhã desta quinta-feira, as autoridades anunciaram a captura de Ulpiano García, que aparentemente era o chefe das operações urbanas das Farc em bairros da periferia da capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.