EFE/DANIEL KARMANN
EFE/DANIEL KARMANN

Explosão no interior da Alemanha mata 1 e fere 12

Homem sírio de 27 anos carregava artefato explosivo e o detonou ao não conseguir entrar em festival de música, que foi cancelado

O Estado de S. Paulo

24 de julho de 2016 | 21h14

BERLIM - Uma explosão em frente a um restaurante no centro da cidade alemã de Ansbach, na Baviera, deixou 1 morto e 12 feridos – 3 deles em estado grave. Segundo informou na noite deste domingo (24) o ministro do Interior da Baviera, Joachim Herrmann, o homem que carregava o artefato explosivo e o detonou era um sírio de 27 anos que pediu asilo no país e teve a solicitação recusada há cerca de um ano – ele morreu com a explosão.

Citada pela revista Focus, a prefeita da cidade, Carda Seidel, afirmou que a explosão ocorreu às 22h locais de domingo (17h em Brasília) perto da entrada de um lugar onde ocorreria um festival de música a céu aberto, que reuniria 2,5 mil pessoas. O evento acabou sendo cancelado por precaução.

Autoridades locais informaram que o homem – que carregava uma mochila – detonou o artefato depois de ter sua entrada no festival negada. De acordo com a mídia local, o evento seria o alvo da explosão em Ansbach, cidade que fica perto de Nuremberg.

Inicialmente, a polícia falou em possível vazamento de gás, mas depois disse – assim como a prefeita da cidade – que a detonação teria sido causada por um “artefato explosivo”. “Trata-se de uma explosão provocada de maneira voluntária”, afirmou então o porta-voz do Ministério do Interior da Baviera, Michael Siefener. 

Ainda na noite de domingo, todo o centro da cidade de Ansbach havia sido ocupado pela polícia. O serviço de socorro contava com ao menos um helicóptero. Bombeiros da vizinha Nuremberg também foram à localidade para ajudar. O ministro Joachim Herrmann se deslocava de Berlim para Ansbach.

A Alemanha está em estado de alerta após o ataque a tiros em um centro comercial em Munique, na última sexta-feira, no qual nove pessoas foram mortas e 35 ficaram feridas – o atirador se suicidou. Esse ataque, segundo a polícia da Baviera, havia sido planejado ao longo de um ano. / AFP, REUTERS e AP 

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaBaviera

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.