Explosão perto de colégio eleitoral na Tailândia fere 3 oficiais

Três soldados ficaram feridos neste domingo, 2, na explosão de uma bomba nas imediações de um colégio eleitoral na conflituosa região muçulmana do sul da Tailândia, disse a Polícia. O incidente ocorreu no distrito de Joh Irong, na província de Narathiwat, perto da Malásia, por volta das 15h30 locais (5h30 de Brasília), meia hora depois do fechamento dos colégios eleitorais. Os soldados feridos faziam parte das unidades do Exército destacadas por ocasião das eleições legislativas realizadas hoje para escolher a composição do Parlamento, e que foram boicotadas pelos três principais partidos do bloco de oposição. Umas horas antes, a Polícia tinha detonado em um local distante uma pequena bomba que tinha sido colocada em um colégio eleitoral de Pattani, capital da província de mesmo nome, na região sul. Durante a jornada eleitoral, o Exército postado nas três províncias muçulmanas de Narathiwat, Yala e Pattani se encontrava em estado de alerta máximo para prevenir eventuais ataques por parte dos militantes do movimento separatista islâmico. Mas de 1.300 pessoas morreram nas províncias de maioria muçulmana desde que os grupos insurgentes retomaram a luta armada em janeiro de 2004, após duas décadas de pequena atividade guerrilheira.

Agencia Estado,

02 Abril 2006 | 08h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.