Sana/Reuters
Sana/Reuters

Explosão perto de sede do partido governista na Síria deixa 53 mortos

Em outro ataque, morteiros explodiam perto do Comando Geral do Exército Sírio em Damasco

AE, Agência Estado

21 de fevereiro de 2013 | 12h18

DAMASCO - A televisão estatal síria informou que 53 pessoas foram mortas e mais de 200 ficaram feridas após a explosão de um carro-bomba nas proximidades da sede do partido governista Baath, no centro de Damasco.

Foram registrados pelo menos três ataques no coração da cidade nesta quinta-feira, 21. Uma segunda explosão ocorreu num outro bairro e morteiros explodiam perto do Comando Geral do Exército Sírio.

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, sediado em Londres, disse que 42 pessoas foram mortas após a explosão do carro, a maioria civis.

A Coalizão Nacional Síria, o principal grupo opositor do país, declarou que os que estão por trás da explosão do carro-bomba são "terroristas". Em sua página no Facebook, o grupo destacou que "quaisquer atos contra civis que resultem em assassinato e violações dos direitos humanos são ações criminosas e devem ser condenadas, independentemente de quem os realizou ou dos motivos."

As informações são da Associated Press e da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.