Explosivo da 1ª Guerra mata colecionador

Um homem que colecionava artigos da Iª Guerra Mundial foi morto, ontem à noite, por um explosivo de sua coleção. Eric Foucher, 36, coletava vestígios da guerra, como capacetes, botões de uniformes, bem como explosivos encontrados nas proximidades da floresta Verdun, no leste da França. De acordo com investigadores a morte foi causada por um acidente. Especialistas vasculharam a casa de Foucher para remover outras bombas e munições que pudessem explodir.A floresta Verdun foi local de uma das batalhas mais sangrentas da Guerra. Vestígios da batalha de 1916 ainda podem ser encontrados na área, mas colecionar tais objetos é proibido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.