Explosões atingem igrejas na Indonésia

Duas explosões atingiram duas igrejas hoje em Jacarta, capital da Indonésia. A primeira foi registrada uma igreja católica, onde 19 pessoas ficaram feridas. Dessas, 11 foram hospitalizadas, incluindo um homem que teve uma perna mutilada por causa da explosão. No momento do ataque, havia 800 pessoas dentro do templo religioso. O segundo ataque foi registrado em um ônibus estacionado em frente a uma igreja protestante, mas ninguém ficou ferido. Segundo a polícia, as explosões foram causadas por pessoas que não querem que seja realizado o julgamento político do presidente indonésio, Abdurrahman Wahid. Neste sábado, a Assembléia Legislativa Popular da Indonésia se reuniu e aprovou o início imediato dos procedimentos de impeachment contra Wahid. Wahid diz que seu julgamento é inconstitucional e alertou que ondas de violência podem surgir caso seu processo seja levado adiante. Ele ainda pretende decretar um estado de emergência para tentar evitar sua cassação. A Indonésia é um país predominantemente muçulmano, mas a tolerância religiosa é encorajada entre as minorias. Os seguidores da igreja católica indonésios são, em sua maioria, chineses, que já foram muito perseguidos em tempos de turbulências políticas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.