Explosões atingem nordeste da Nigéria e homens armados matam 3

Três explosões atingiram a cidade de Maiduguri, no nordeste da Nigéria, pouco depois das orações muçulmanas desta sexta-feira, mas não causaram mortes, afirmaram militares, e homens armados mataram três membros de uma família clérica a tiros em uma outra ocorrência.

REUTERS

30 de dezembro de 2011 | 17h47

Maiduguri fica no epicentro de uma insurgência de baixo nível atribuída ao grupo militante islâmico Boko Haram, acusado de ondas de bombardeios e tiroteios, incluindo uma bomba no dia de Natal que atingiu uma igreja católica, matando ao menos 37 pessoas.

Todas as bombas em Maiduguri nesta sexta-feira explodiram perto de áreas comerciais em diferentes partes da cidade, afirmou o porta-voz militar de Maiduguri, Mohammed Hassan, por telefone, negando que uma delas tenha explodido em um local próximo a uma mesquita.

Homens armados atacaram a família de um clérigo atrás de instalações ferroviárias de Maiduguri e mataram sua família a tiros.

"Membros da seita religiosa Boko Haram vieram nesta manhã procurando Modu, mas, como ele já tinha saído, atiraram em membros da sua família e mataram três deles", afirmou a testemunha Baba Lawan.

(Por Tim Cocks)

Tudo o que sabemos sobre:
NIGERIABOMBATIROS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.