Explosões deixam 15 mortos e 154 feridos em Istambul

Duas bombas explodiram ontem à noite no intervalo de apenas dez minutos em uma praça lotada em Istambul, maior cidade da Turquia. Pelo menos 15 pessoas morreram e outras 154 ficaram feridas, entre elas 15 estão em condições críticas, informou o governador da província de Istambul, Muammer Guler. As bombas foram instaladas em caçambas de lixo no bairro operário de Gungoren."Não existem dúvidas que foi um ataque terrorista," ele Guler. "Nós sabemos que foi um atentado terrorista, mas qual organização é a responsável - não temos ainda esta informação," disse o vice-premiê da Turquia, Hayati Yacizi.A primeira bomba foi detonada por volta das 22 horas (16 horas, pelo horário de Brasília). Muitas pessoas ficaram feridas na segunda explosão, após terem ido ao local para ajudar os feridos. A segunda explosão pôde ser ouvida a mais de dois quilômetros de distância, de acordo com um repórter da Associated Press que chegou ao local após os ataques."A primeira explosão não foi muito forte," disse Huseyn Senturk, que tem uma loja de calçados na praça. "Muitas pessoas vieram ver o que estava acontecendo. Foi então que ocorreu a segunda explosão, bem mais forte," disse o comerciante.Pela manhã, aviões turcos bombardearam posições de guerrilheiros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no norte do Iraque. O PKK luta desde 1984 contra o governo turco pela autonomia do sudeste do país, habitado majoritariamente por curdos. Desde então, mais de 30 mil pessoas foram mortas nos confrontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.