Explosões deixam pelo menos 34 mortos no Iraque

Três explosões mataram pelo menos 34 pessoas hoje no Iraque. No pior dos três ataques, pelo menos 25 pessoas morreram e outras 40 ficaram feridas na explosão de um carro-bomba perto de um posto de recrutamento de policiais na cidade de Jalula, em Diyala. O carro-bomba seguiu em direção a um prédio em que novos recrutas eram reunidos, informou o chefe de polícia local, coronel Ahmed Mahmoud Khalifa. O carro se aproximou do edifício, mas foi parado por guardas. O motorista então detonou os explosivos.Em outro ponto de Diyala, uma bomba atingiu uma van que levava uma família sunita, perto da cidade de Mandali e da fronteira com o Irã. Cinco membros da família foram mortos, incluindo duas mulheres e duas crianças. A informação foi divulgada por um porta-voz dos guardas de fronteira na área, coronel Sarchal Abdul-Karim. Segundo o policial, o grupo seguia para uma mesquita. Diyala, província ao norte da capital, Bagdá, que tem sido palco de violentos incidentes e é um bastião de insurgentes sunitas.Também hoje, uma bomba detonada na cidade de Tikrit, ao norte do país, deixou quatro mortos e outras seis pessoas feridas, incluindo três policiais. A explosão ocorreu durante a hora do rush da manhã, em uma rua central usada por funcionários do governo local para ir ao trabalho. Tikrit é a cidade natal de Saddam Hussein e tem sido foco de insurgentes sunitas desde a deposição do ex-líder, em 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.