Explosões em Serra Leoa deixam pelo menos 17 mortos

As explosões começaram quando as lojas estavam cheias de pessoas que faziam compras de Natal

EFE

21 de dezembro de 2007 | 02h11

Pelo menos 17 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas na quinta-feira à noite, em várias explosões aparentemente causadas por um vazamento de gás num centro comercial em Freetown, capital de Serra Leoa, informaram fontes médicas. As explosões começaram num momento em que as lojas estavam cheias de pessoas que faziam compras de Natal. Fontes médicas informaram à rede de televisão britânica "BBC" que os mortos, entre eles vários comerciantes nigerianos e libaneses, podem chegar a 50. A tragédia começou numa loja de roupas, que se incendiou e causou as explosões posteriores. Muitas pessoas ficaram presas dentro do edifício, que foi seriamente danificado. Bombeiros e equipes de socorro tentam resgatar as pessoas presas e retirar os corpos que ficaram espalhados pela área do acidente.

Tudo o que sabemos sobre:
Serra Leoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.