Explosões estremecem escola tomada por rebeldes na Rússia

Duas fortes explosões foram ouvidas hoje na escola em Beslan, no sul da Rússia, onde um grupo rebelde mantém centenas de reféns há mais de 30 horas. Uma nuvem de fumaça saiu do interior do estabelecimento, depois das detonações, que podem ter sido causadas pelos próprios seqüestradores ou pelos soldados que cercam o local. Horas antes, o presidente Vladimir Putin prometeu fazer o possível apra salvar a vida dos reféns.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.